Mais um video caseiro gostosa rabuda comendo para tarado de são paulo – sp

1217 visualizações

5 seg

Categoria:

Tag: , , , ,

1217 visualizações

5 seg

Categoria:

Tag: , , , ,

Mais um video caseiro gostosa rabuda comendo para tarado de são paulo – sp

Mais um video caseiro gostosa rabuda comendo para tarado de são paulo – sp

Coloquei minha mão dentro da bermuda,comecei a tocar uma com a mão por dentro da mesma vendo a mulher do filme sendo fodida pelos tarados e percebi que um dos caras olhava com fixação para meu pau enquanto batia punheta e,passado alguns poucos minutos,o outro cara gozou e foi embora,estavam apenas eu e aquele homem que aparentava ter uns 39 anos,eu continuava me punhetando,me masturbava com muita vontade e o cara continuava a olhar meu pau por dentro da minha bermuda enquanto se punhetava,veio até mim e disse:Posso pegar nele?.

""Fui convidado para trabalhar na política neste ano, e estava vendo as pessoas que iriam passar os três meses comigo, naquela campanha, havia varia pessoas interessantes, algumas meninas até que bonitinhas, mas uma me chamou mais a atenção, ela estava de cabelo vermelho, que descia até o meio das costas, um corpinho escultural cintura fina, bundinha redondinha e arrebitada, as pernas grossas bem torneadas, os seios médios e duros, dava para ver tudo isso por que a roupa que ela usava acentuava bem suas formas, escutava os organizadores falando, mas não tirava os olhos da ruivinha, então foram separar as equipes, eu rezei para pegar a equipe dela, logo foram chamando e montado os grupos, ela não havia ainda sido chamada e nem eu, foi então que a chamaram, assim fiquei sabendo seu nome, Jessica, e logo após chamaram Larissa, uma moreninha lindinha e bem gotosinha, e Rafael um rapazinho bem afeminado, que vibrou dando gritinhos, com certeza os três eram amigos, então como eu tinha um carro fui chamado para ser o motorista desta equipe, quase pulei de alegria, mas não demonstrei, e após a reunião nos reunimos, eu, Jessica, a Ruiva gostosa, Larissa, a morena linda e Rafael, o rapazinho animadinho, conversamos um bocado na apresentação e cada um contou um pouco sobre si, Jessica disse que estava morando com um cara já fazia uns dois meses, Larissa disse estar solteira e o Rafael disse estar à procura de um bofe, rimos muito, e ficou combinado que no dia seguinte, as 08h00, todos estariam ali prontos para começar o trabalho. -Ahhhhhh – Foi tudo o que ele conseguiu dizer no momento, e assim que recuperou o fôlego me chamou novamente de puta e repetia sem parar :– Aí que delícia, vai rebola mais, sua puta rabuda, vai, vai, isso, rebola essa buceta no meu pau vai. Foi quando ele perguntou: Os machos-putinhas vão ficar de cueca e não vão me mostrar os rabos pra seu macho aqui?Jobson foi o primeiro que ficou nuzão e seguimos ele;enquanto olhávamos o vídeo todos se masturbavam para excitar,enquanto isso Seu Geraldo tirava a cueca nos mostrando um caralho de macho maduro pronto pra foder 7 machos e ainda ganhar uma boa grana.

"Este fato aconteceu a alguns anos,eu na época tinha 18 anos e ela tinha 16,era feinha mas tinha um bundão grande e empinado,os seios duros as coxas grossas,de corpo a isabel era um espetáculo(vou chamá-la assim) ela sempre ia la em casa me procurando mas eu olhava pra ela e o pau não subia,até que um dia ela chegou la em casa dizendo que ia embora pra são paulo morar com a mãe e que nunca mais íamos nos ver,mas que ela era doida por mim essa coisas,eu comecei a olhar pras pernas dela,a bicha vestia um shortinho curtinho ligado,e uma tomara que caia,comecei a me animar com aquele corpão,mas logo minha mãe chegou,nós disfarçamos e ela foi embora mas fiquei com tesão nela,depois do almoço minha mãe voltou pro trabalho e eu fiquei sozinho em casa novamente,meia hora depois ela chegou mandei ela entrar passei o cadeado no portão e começamos a conversar na sala,fui me aproximando mais pra cima dela,e disse a ela que ela ia levar uma lembrança minha,comecei a beijá-la passar a mão nas coxas o pau começou a subir logo peguei a mão dela e coloquei nele,ela apertou e começou a me punhetar bem gostoso puxei a blusa dela colocando aquele peitinho duro pra fora comecei a chupar os bicos morder e ela gemendo bem gostoso apertando meu cacete,deitei ela no sofá e comecei a tirar o short dela que meia envergonhada mas liberou,deixei ela pelada e pude ver que era tudo grande e durinho,afastei as pernas dela me ajoelhei e comecei a lamber a bucetona lisinha dela ela apertava a almofada e gemia gostoso,fiquei em pé e coloquei meu cacete que estava durissimo cara a cara com ela,ela alisava e meio sem jeito beijou,segurei na cabecinha dela e fiz com que abocanhasse a vara ela fechou os olhos e mamou deliciosamente eu empurrava com mais força devez em quando encostava na garganta ela queria parar mas eu não deixei,apertava os peitos e socava toda a rola naquela boquinha quente,depois tirei e me posicionei pra enfiar nela que ficou tentando argumentar que tava com medo,que era virgem mas eu estava tarado e não tinha nada ali que me empedisse de meter a rola nela,comecei a beijala pedi pra relaxar que ia gostar,que ela dizia que me amava então tinha que ser o primeiro,e facilmente a bichinha liberou,comecei a empurrar o cacete na xotinha arrochadinha dela,quase não entrava mas com jeitinho consegui aos pouco fui colocando,e ela dava gritinhos mas eu empurrava até tirar aquele cabaço foi maravilhoso ver aquela morena gemendo e querendo chorar,soquei o cacete todinho nela e quando estava quase gozando tirei e gozei em cima daquela bucetona não aguentei dar outra mas fiquei com vontade,se eu soubesse tinha comido ela a mais tempo,no dia seguinte ela viajou e nunca mais eu a ví,soube que casou e que tem vontade de vir visitar a vó,tomara que venha e que esteja gostosa,eu casei mas continuo safadinho. Cheguei ao sitio la pelas 9h da manhã, tirei a roupa, pus um calção, botas e um chapeu de cowboy, e fui para o galpão onde cada animal tem o seu cercado, coloquei ração, depois fui rastelar o cercado da bezerra, ela é grande e bonita pelo liso, enquanto estou fazendo o serviço, a bezerra que estava comendo, levantou a cauda arcou as costas pra cima e começou a urinar, e eu como bom tarado que sou, fiquei olhando aquela bucetinha preta por fora e rosadinha por dentro, aberta mijando, quando ela terminou ficou contraindo a xana e com a cauda erguida, imediatamente comecei a passar o dedo na racha dela e no clitoris, que fica bem em baixo entre os labios vaginais, parece um grão de feijão, ela gostou pois continuo imovel e e de cauda erguida. Não sou um cara do tipo pegador, não gosto muito de sair, sou bastante caseiro.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (67 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...