Flagra amador brasileiro real minha vagabunda taradinha gozando enquanto tarado grava da vila da penha – rj

visualizações

29 seg

Categoria:

Tag: , , , , ,

Flagra amador brasileiro real minha vagabunda taradinha gozando enquanto tarado grava da vila da penha – rj

Flagra amador brasileiro real minha vagabunda taradinha gozando enquanto tarado grava da vila da penha – rj

foram atrás de mim e logo me alcançaram e me ameaçando muito me levaramem casa nos deparamos com cinco ladrões que renderam a empregada e estavamEssa minha paixao levou-me a procurar incansavelmente uma professora que me desse aulas de canto! Depois de um tempo desesperado de procura encontrei uma: seu nome e Luisa, na epoca tinha 18 anos e uma voz perfeita, de encher o meu corpo de tesao! Nao era uma mulher maravilhosa, de fazer para o transito, mas para mim ela era perfeita! Passei a ter aula toda semana e cada vez mais me empenhava em deixar a minha voz mais perfeita so para agrada-la! Precisava me conter muito para nao gritar de tesao toda vez que a ouvia cantar!Dei uma desculpa qualquer aos meus funcionários e voltei antes do almoço para casa.

nisso eu terminei de tirar as calças dele e mandei ele continuar sentado na cama, eu subi em cima da cama de frente para ele, fiquei em pé com minha xaninha na cara dele, mandei ele dar um beijinho, ele ja passou a lingua com sede, eu mandei ele parar e fui descendo, fui sentando até encostar minha bucetinha que estava apertadinha naquele pau gostoso, comecei rebolando devagar e fui aumentando… comecei cavalgar naquela pica e vendo aquele homem pirar…coloquei meus peitos na boca dele, mandei ele chupar bastante, enquanto puxava meus cabelos e eu continuava a rebolar naquele pau gostoso….

"Ele tentava tirar a roupa, tirar a gravata, abrir a calça, mas queria continuar me. O que vou relatar aconteceu em 2008, eu tinha 28 anos na época e um amigo 26 o nome dele é Iago, tinha largado na da namorada fazia umas duas semanas, ele tava meio depre, mas deles sempre largavam e voltavam, estavamos dando uma volta de carro e vimos essas lindas na rua, era umas meia noite e meia mais ou menos, eu não aguentei e parei e falei com elas, perguntei o que elas faziam na rua aquela hora, disseram que moravam ali perto e foram comprar ice, falei legal, podemos nos conhecer, elas disseram que sim, descemos do carro, nos apresentamos e fomos até o posto comprar ice com elas, óbvio conidei pra dar uma volta e ela ficaram meio receosas mas toparam, a carol veio na frente comigo e a larrissa atrás com o Iago, ficamos rodando e conversando, porém a Larrissa tava interessada em mim e não no Iago, mas a Carol tinha achado ele bonitinho e tal e elas combinaram de trocar de lugar, paramos em um outro posto e eu já laquei um beijo na larissa e eo Iago na carol, a larissa se esfregava mto em mim, estavamos encostados no carro, eu fiquei de pau duro estourando e ela sentiu e virou de costas, abracei ela e beijava e ela rebolava no meu pau esfregando, era calor eu de bermuda e elas de vestidinhos curtos, não tava aguentando mais, queria comer aquela gata, só que o zé mané do Iago, sei lá oq rolou, acho que tava com medo de alguém ver e contar pra ex, quis ir embora, então levei ele e as duas ficaram meio sem o que fazer e quiseram ir embora tb, deixei ele e fui levar elas, quando cheguei lá, a carol desceu e eu dei mais uns pegas na Larissa disse que ela tinha me diexado com tesão e de pau duro, que queria o telefone dela pra poder sair com ela de novo, ela me passou, eu passei o meu e ela desceu, cheguei em casa, de pau duro, pensei em bater uma punheta, mas resolvi comer algo antes, nisso toca o celular, era a larissa perguntando o que eu tava fazendo, eu disse que ia bater uma punehta que ela tinha me deixado de pau duro, ela riu, eu perguntei e vcs? ela disse que elas estavam com muito tesão, falei a carol tb? e ela dise que sim, q elas estavam molhadinhas, perguntei do meu amigo e a carol disse que ele era mané e não quis saber dela, falei assim vcs duas me deixam louco, elas perguntavam se eu já comi duas ao mesmo tempo, eu disse que sim, e perguntou se eu comeria elas, eu disse claro que sim, perguntei se elas se pegavam, ela disseram que as vezes e que estavam esfregando um na outra, elas estavam com a voz mole de tesão, falei, poxa, pq nao falaram antes, vcs estavam sozinhas comigo, elas disseram que estavam com vergonha, eu disse que morava sozinho e elas ficaram doidas, perguntei se queriam vir aqui que eu buscava elas, ela toparam, sai e fui pega-las, cheguei la, elas entraram no carro mas ficaram timidas, trouxe elas para minha casa, começamos a beber mas cervejas, e eu tirei a camisa e falei olha o volume, spo de pensar vcs aqui olha como fico, ela disse, mostrar, eu falei, vamos fazer assim, tirei a camisa, tirem os vestidos, elas tiraram, então tirei a bermuda, ai eu disse vz de vcs, elas tiraram o sutiã, foi os peitos naturais e durinhos mais lindos que ja vi, então tirei a cueca, e falei, falei vcs, elas tiraram a calcinha, que delicia quelas duas peladinhas, então falei perderam a vergonha né, cheguei nelas e lasquei um beijo na carol, a larissa já pegou no meu pau e começou a bater uma punheta, fomos pro quarto, deitei e comecei a beijar a larissa ue veio do meu lado, a carol caiu de boca no meu pau e ficava chupando e me olhando com aquele olhão azul, que tesão, a larissa queria chupar tb, começou a chupar e a carol veio e me beijou e colocou quele peito enorme na minha boca, que peitão gostoso, grande duro, nisso ela abaixou de novo e as duas ficaram chupando, eu falaram pra se beijarem com meu pau no meio e foi demais, puxei a larissa um pouco de lado e soquei o dedo na bucetinha dela e ela chupando, a carol eu puxei pra um 69 e chupei aquela buceta, e elas mamavam no meu pau, depois mudou, a larissa veio pro 69 e a carol eu fiquei dedando, perguntei se ela iriam se chupar, elas começaram um 69 a larissa estava de 4 em cima da carol eu fui la deu o pau pra carol chupar ela chupou de babou nele e eu coloquei na bucetinha da larissa, que bundao de 4, fodi muito quela buceta ela gemia mto, em 5 minutos disse que tava gozando no meu pau, a carol chupava ela e lambia meu saco, depois inverteu, a carol ficou de 4 e a larissa em baixo dela, só que nao no 69, ficaram de beijando, então eu comia a carol de 4, tirava o pau e colocava na larissa que tava embaixo com a perna aberta, a carol gozou no meu pau tb, eu nao aguentava mais queria gozar, falei pra elas duas chuparem juntas que ia gozar na boca delas, elas ficaram lambendo e chupando, depois as duas linguas passando como se tivesse lambendo um picolé nessa hora gozei na boca delas, foi demais, já era tarde, e ela quiseram ir embora, era umas 5:30 a manha, ok levei elas e combinamos de rolar de novo, no outro dia era 14h liga a larissa, perguntando se eu podia dar uma carona pra ela ir pra casa, pq ela dormiu na maiga, disse que sim, peguei ela e lvei pra casa dela que era do outro lado da cidade, quando chego la a mae dela estava com o portão aberto, ela me apresneta e disse que eu era um amigo dela e da carol, que pediu carona pra mim, a mãe me agradeceu, disse essas meninas são fogo, eu disse tb bem, sempre olho elas, só que mãe dela era gostosa demais, a larissa era tipo ela, ela era nova tinha 37 anos, era separada, loira tb, o rabão da filha veio dela, claro que elogiei ela e ela sorriu, durante a semana, a safada da carol me ligou ueria sair comigo sozinha, falei olha só e a larissa, ela disse, sai só comigo, peguei ela e levei pra casa, comi muito aquela gostosa peituda, aquele olho azul dela hipnotizava, gozei na boca, gozei nos peitos, ela estava com tudo, lógico q ela não contou pra amiga, na sexta-feira a Larissa troca uma ideia comigo e queria sair comigo tb, peguei ela e sai por ai, demos umas voltas, uns pega e acabamos em casa, onde fodi com ela gostoso, eu tava feliz demais, comendo aquelas gatas, gozei gostosa naquela bunda e outra hor ana boca carnuda dela, ela chupava mto gostoso, e me convidou pra ir na casa dela no sábado que ia rolar niver dela, eu fui levei um presente e tal, tinha uns amigos dela lá, umas outras mina, uns parentes, eu troquei uma idéia com a mãe dela, que não sabia de mim com a filha e nem com a Carol, conversa vai e conversa vem ela na maior cara de pau me convida pra ir lá na terça que a Larissa tava indo pra sampa na casa do pai, eu falei ok, eu venho. Ela responde que adorou ser a putinha de 2 tarados famintos. Saí de dentro de minha tia e já fui direto meter na buceta de Gabi, e a comendo na posição de papai e mamãe, pude sentir todo seu corpo que se contraia, e a cada metida que eu dava, ela apertava suas pernas em minhas costas me obrigando a ir cada vez mais fundo, o que fazia ela gemer e gozar muito.

Ele queria que fizesse um filme erótico amador, onde ele seria o diretor e câmera, e eu seria sua atriz principal. pra minha surpresa meu amigo disse que era um rapaz sigiloso, negro também e com o dote igual ao dele e perguntou-me oque eu estava pensando em fazer? Perguntei se ele seria de confiança pra entrar no jogo, pois a minha vontade era ver minha esposa com dois machos dotados e se fosse dois negros melhor ainda, minha esposa é taradinha em negrão, acho que porque são mais dotados, rsrsr.

Duas coisas que eu gostei muito nesse classificado especifico era que o corno não queria participar nem ficar no quarto, ele disse que gostava de ficar no outro comodo espiando pelo vão da porta, como se estivesse chegando em casa e pegando a mulher no flagra. Tenho 23 anos, 1,74 m, 65 kg, cabelos pretos longos, tenho um corpo bem brasileiro, bunda grande, pernas grossas e boca carnuda. "Ao mesmo tempo que estocava a vara na buceta, estapeava sua bunda, e a xingava de puta, vagabunda, cachorra, cadela, rasgando semdó nem piedade, com força, Ela pedia, me xingava , gritava e delirava de prazer"Quando fomos trocar de lugar no boxe, eu fingi que escorreguei no sabão no chão do boxe que tinha escorrido da minha bunda para os meus pés, e rocei a minha bunda ensaboadinha bem naquela rola.