Filmou A Prima Dormino Nua

Filmou A Prima Dormino Nua

Filmou A Prima Dormino Nua

hummmm, mulato pirocudo, que me dominava……depois casei, logo nos primeiros anos , vi minha prima, a qual fui o primeiro homem, dar para um negro enorme, ali, foi a primeira vez que fiz um menage e chupei e fui enrabado em frente minha prima……depopis passaram-se os anos…. Minha esposa informou que já estava aliviando as dores.

Confesso que o gosto não era bom, mas eu gostava.

Comentem!Tenho 33 anos,sou um cara alto,tenho 1,83 cm,78 kg,meu pau tem 16 cm por 5 cm e meio de grossura.

, correndo com aqueles seios saltitantes que ficavam balancando, mesmo assim ela conseguiu me pegar e eu tirei o shorts, ela me disse que era hora da vingança e começou a massagiar suavemente meu pau, eu já estava quase gozando de tanto tesãomatar minha irmã me olhou com muito medo e três deles perguntaram ao liderMarina estava exausta…. Foi por isso que, conversando com ela, ele se comprometeu a dar-lhe carona todos os dias.

Abaixei a blusinha dela, mostrando-lhe os seios, ele ficou olhando para ela, que nadafez a não ser dar um sorrizinho de safada.

Como somos adeptas ao sadomasoquismo e ela é bem sádica, ela se aproveitava da situação pra descarregar toda a sua violência passando dos limites.

– falou isso e me deu um tapa bem forte na bunda e correu pro carro. – Posso ajudar senhor?– só estou dando uma olhada, obrigado.

Mas enfim, pedi para ela entrar e fui logo atrás, olhando para aquele rabão dela que engolia a calça. Eu fiquei sem jeito mas dei um sorriso e comentei que eu também achava bonito e eu adoro mulheres também, gosto de admira-las. Ele se sentou na cama, e eu sentei de frente no colo dele, abraçando e beijando, louca para sentir aquela rola grossa me penetrando, arreganhei as pernas para envolvê-lo.

Nessa hora, eu me entreguei e, me segurando com a mão esquerda em sua nuca e a mão direita em seu ombro, me ergui até a boca dele e beijei ele.

Vamos voltar pra festa, beber mais algumas e daqui a pouco a gente volta aqui pra eu te dar outro trato.

Dentro do elevador era possível ouvir a respiração ofegante dela, o que me fazia dar muitas risadas (confesso nunca foi tão demorado chegar ao quinto andar) kkkkk.