Corno liberando a esposa pro amigo comedor enquanto ela chupa

3992 visualizações

1 min 7 seg

Categoria:

Tag: ,

3992 visualizações

1 min 7 seg

Categoria:

Tag: ,

Corno liberando a esposa pro amigo comedor enquanto ela chupa

Corno liberando a esposa pro amigo comedor enquanto ela chupa

E ele não iria deixar Meg sem uma boa chupada também. COMO AVENTURA, TERIA BOAS HISTÓRIAS PARA RECORDAR!"Na sexta feira falei para ela se arruma bem gostosa que a gente vai sair a noite, saímos fomos ao um barzinho com musica ao vivo onde dar para dançar, eu sei que ela não aguenta muita bebida, bebe um pouco já fica toda sorridente se solta todinha, começamos a beber logo ele , ela estava uma delicia uma mine saia, sapatos altos, uma blusinha bem degotada, mostrando bem os seus seios volumosos, e as pernas grossa , estava bem gostosa mesmo, ele dançou com ela bastante eu só via os dois se esfregando e ele aceitando, o esfrega esfrega, fomos embora ela jã estava bebinha, chegou em casa foi direto para o banheiro tomar banho, saiu só de toalha, indo para o quarto disse estou esperando uns dois dois lá, eu disse ao meu primo para ir tomar banho , ele saiu do banho ficou meio sem graça, eu disse ela esta esperando um de nos dois vai na frente eu vou tomar banho, banhei-me rapidinho quando cheguei na pota do quarto escutei os dois gemendo,nossa estavam num 69,aquilo mexeu comigo gozei na hora, vendo pela primeira vez minha esposa com outro homem na minha cama, se chuparam por um bom tempo ate que escutei ela chamar vem Fernando vem, coloca este pau aqui dentro vem, ele chupando os seios dela começou a penetrar , nossa ela pedia devagar, devagar esta doendo, foi alargando aquela bocetinha, eu fui ver ela estava com as pernas transada na cintura dele e a rola todinha la dentro, nossa que visão maravilhosa’ ela rebolava que nem louca na rola dele e ele bombava forte, ate que gozaram, ele ficou alguns minutos deitado sobre o corpo dela com arola todinha lá dentro, levantou foi ao banheiro, eu fui perguntar se ele teria gostado ela disse nossa amor maravilhoso, nunca gozei tanto assim, e falou para mim chupar a boceta dela, eu fui bem devagarinho e comecei chupando o bem devagarinho ela disse vai amor chupa, eu cai de boca acabei chupando aquela porra todinha, ainda com a boca com porra ela disse vem aqui me beija, nossa foi uma delic ia acabei gozando ela me lambendo todinho e dizendo viu seu corno alem de emprestar a mulher ainda tomou a porra dele todinha, isso e que e corno mesmo, nisso ele chegou eu fui me lavar peguei um cerveja levei para os dois, e deixei os dois sozinho novamente, minha esposa me chamou e disse amor pega aquele creme que você usa para meter na minha bunda, seu priminho quer comer o meu cuzinho, passei o creme para ele, e começou a briga ate entrar aquela rola dentro foi um sacrifício, eu tentei ate impedir pois ela estava gritando muito, falei a ele que parece que ela não iria aguentar, minha esposa me fala, sai seu bobo, já entrou a metade agora o resto vai todinha e foi mesmo,foi ate o saco, ele arrastou ela para a beirada da cama colocou ela de quatro ele fora da cama e socava todinha, ele me disse olha priminho como vou deixar o cuzinho dela, e tirava todinha para fora e metia de uma vez ela gritava de dor e prazer ao mesmo tempo, acabou gozando no cu dela depois de um longo tempo metendo, quando ele tirou ate sangue saiu, nossa que delicia, eu gozei umas 5 vezes ela então nem sei desmaiou neste dia nem banho tomou só acordou no dia seguinte com um cheiro de porra, depois deste dia o restante dos dias que ele ficou em casa a gente metia toda as noite, ela ficou alargada mesmo, ele foi embora de vez em quando vem passar um final de semana em casa para foder com ela. Eles pararam de assistir e foram participar e agora com as esposas devidamente trocadas.

Depois de um tempo ele segurou meu braço e falou meio desesperado:Ola o conto que vou descrever hj e bem real espero que gostem nao irei revelar meu nome vou me apresentar como johnie eu tenho 1,70 de altura uns60 kg olhos pretos e sou moreno desde e tenho 18 anos desde pequeno eu sempre tive uma vontade enorme de comer minha tia ela e uma bela mulher com uma bunda enorme e pele morena mais eu acho que nunca me deu mole foi se passando alguns anos e eu fui ficando mais velho e aquala velha vontade me matando como smp minha tia smp foi uma piranha ficava com uns homens a cada dia dps começou a ficar com mlks da minha idade e eu sabia de td e ficava mais louco de tesao por aquela cachorra td mudou em um dia que ela estava bebendo com as amigas dela de tarde ate o anoitecer foi quando ela foi pra casa ela e dona de um quintal enorme e no quintal dela tem um macinhero fdp q era o comedor dela e ele tinha um ciume dela danado foi quando eu fui com ela ate sua casa e esse cara ficou enchendo o saco dela falando q nao queria mais ela de piranhagem na rua e td mais e queria ate agredir ela mais obviamente que eu nao deixei e claro quase cai na porrada com ele mais pra mim comer ali eu tinha que dar uma asistencia ne rs dps que chegamos em sua casa ela logo abriu a porta nervosa e me convidou pra entrar e claro que aceitei o convite a final ela mora sozinha ne ela ligou a tv pegou umas cervejas e me chamou pra ficar ali assistindo e bebendo com ela o tempo foi passando e ja estava de madrugada quando eu falei pra ela que iria embora que ja estava tarde entao ela rapidamente se levantou e trancou a porta e pediu pra mim dormir ali com ela eu como nao sou bobo nem nd aceitei ela arrumou minha cama e foi tomar um banho e eu fui me deitar e fiquei escutando musica foi quando a porta do quarto se abriu e ela entrou com uma calcinha fio dental e com um mini sutia eu logo fiquei de pau durasso vendo aquilo nao resisti e parti pra cima daquela cachorra comecei a beijar ela e a passar a mao naquela buceta carnuda que delicia de mulher dps ela se abaixou e começou a me chupar eu tava com tanto tesao que nao demorou muito pra mim encher aquela boquinha de veludo de porra logo em seguida coloquei a camisinha e mandei ela ficar de quatro ela logo me pediu pra comer logo aquela xereca e eu atendi logo o pedido e penetrei com tanta vontade que ela solto um gemidinho bem gostoso e eu ali metendo bem rapido que nao demorou tanta coisa pra mim gozar de novo dps ela foi ate o quarto dela e pegou o ky pra gente fazer um anal gostoso eu esperei tanto por esse momento ela começou a passar o ky no meu krl de uns 20cm dps foi minha vez de lubrificar aquele rabo preto e gostoso comecei a penetrar e ela dando uns gritinhos de dor foi ai que eu fiquei mais tarado e comecei a bombar bem forte aquele cu fiquei ali metendo por uns 20 minutos dps dei a terceira rajada de porra naquela bunda logo dps fomos dormi agarradinhos amanheceu e ela eu comi ela dnovo antes de ir pra casa fui pra minha casa satisfeito e querendo mais rs dps fiquei na rua com o filho dela que e meu primo e ficamos conversando e novamente chegou a noite e ela foi la em casa pedir minha mae pra eu dormir na casa dela pra acompanhar ela que ela estava com medo do fdp do cara q morava no quintal dela mais no fundo eu sabia que ela queria levar mais pirocada no rabo mais esse relato fica pro proximo episodio vlw se gostaram do meu conto me chamem no zap meninas e mulheres mais velhas 966483331 vlw fuiiiiO fato que relato agora aconteceu comigo e minha esposa, quando viajamos para participar de um casamento, fomos nós dois e uma amigo que queria conhecer a cidade, pois estava de férias, ficamos uma semana na cidade, nesta semana não pude dar nenhuma trepadinha com minha mulher, além da casa estar cheia, ela tava menstruada e eu tava doidão pra comer minha mulher.

Antônio era do tipo aventureiro, falava de vários assuntos, bebidas, vinhos em especial, o que mais me atraia nele, enquanto ele falava e dirigia eram seus lábios, ele tinha uma boca perfeita, suas mãos eram perfeitas e suas pernas grossas, fiquei excitada, imaginando o momento e desejando que ele me beijasse, pois foram semanas conversando com eles, antes de nos conhecermos.

Me passa seu telefone, gatinha?Fomos a muitas festinhas em motéis, flats e casa de amigos, bem como em nossa casa.

Ele me seguiu até o fundo do cinema onde abriu o zipper da sua calça liberando seu kct enorme…ele desceu um pouco minha calça e começou a esfregar seu caralho no meu reguinho enquanto dizia com uma voz rouca de tesão que queria me comer ali mesmo.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (312 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...