Casal jovem trepando gostoso – esposa rabuda deliciosa

1722 visualizações

13 min

Categoria:

Tag: , ,

1722 visualizações

13 min

Categoria:

Tag: , ,

Casal jovem trepando gostoso – esposa rabuda deliciosa

Casal jovem trepando gostoso – esposa rabuda deliciosa

Rebolava e sentava até o pau dele ir la no fundo, o mesmo anunciou que estava quase gozando, neste momento sem pudor ele me virou de quatro, eu não tinha forças para resistir, ele começou a me comer com força até que gozou dentro de mim deliciosamente, ainda tentei pedir para tirar, porém inutil nao tinha como resistir aquela rola.

-amor,vem aqui pra casa estou sozinha,e doida pra dar gostoso. Passado um tempo esse amigo convidou para irmos passar um final de semana na sua casa de praia, fomos no sabado perto de meio dia, chegando lá ele estava com sua esposa e o casal de filhos, tudo tranquilo, sua esposa já conhecia a Marcela mais não sabia do nosso passado, começamos a beber na piscina fazendo churrasco, lá pelo final do dia estamos já bem a vontade até mesmo pela bebida, estavamos eu, Marcela e ele na churrascaria quando ele disse nossa Marcela continua muito gostosa, olhou pra suas pernas, Marcela estava de fio dental, não aguentou e deu um tapa na sua bunda na minha frente e disse já comi muito essa xaninha gostosa, não sei o que me deu mais disse, cuidado tua mulher pode ver, todos rimos, Marcela estava também alta pela bebida e disse nossa também já engoli muito esse pau gostoso, aquele papo tornou-se muito tesudo entre nós, Marcela olhou pra nós e disse esse dois safados já estão de pau duro, o amigo fastou-se um pouco e pegou na xaninha da Marcela por cima do biquini, fiquei fazendo parede para mulher dele não ver, só vi quando Marcela começou a gemer, eu disse vou até a cozinha conversar com sua mulher, os dois fastaram um pouco para a parede, deu uns 20 minutos e eu voltei, a Marcela estava colocando o biquini as pressas, e assim pude ver que nosso amigo ainda come minha putinha. Pode ir tranquila!O diálogo acima foi travado entre Amanda e Iracema, as duas filhas de uma não muito jovem mãe. – Liga não, seu Kaplan… mas o senhor nem imagina o bem que me fez hoje!""Voltamos para o hotel e curtimos o restante da noite como se fossemos um lindo casal, com direito a muito amor, carinho e safadeza.

Queria gritar de dor, mas estava com medo que alguém visse e pegasse a gente trepando na garagem do motel.

-Ahhhhhh – Foi tudo o que ele conseguiu dizer no momento, e assim que recuperou o fôlego me chamou novamente de puta e repetia sem parar :– Aí que delícia, vai rebola mais, sua puta rabuda, vai, vai, isso, rebola essa buceta no meu pau vai.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (149 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...