Bruna Baiana Safada Vem A São Paulo Para Dar Pro Ted

Bruna Baiana Safada Vem A São Paulo Para Dar Pro Ted

Bruna Baiana Safada Vem A São Paulo Para Dar Pro Ted

E COMECEI A METER NA BUCETA EU PUXAVA O CABELO DELA E SOCAVA XINGAVA ELA DE CACHORRA PUTA VADIA SAFADA BUCETA DE MEL PAU NO CU RECEBA PICA CADELA VADIA ELA IA E VINHA BEM GOSTOSO MANDAVA EU ARROMBAR A BUCETA DELA MANDAVA EU SOCAR COM FORÇA ESTRUPAR A BUCETA ASSIM EU FAZIA COM MUITA FORÇA FOI QUANDO EU JÁ NAO AGUENTEI MAIS E FALEI VOU GOZAR ELA REBOLAVA E MANDAVA EU ENCHER A BUCETA DELA DE LEITE ASSIM FIZ EU PUXEI ELA PELA CINTURA E JORREI VARIOS JATOS DE LEITINHO NA BUCETA QUE GEMIA GRITAVA BEM ALTO…. (escrito por Kaplan)"Oie me chamo Géssica, e vou contar mais uma aventura que tive com o meu namorado Brunão. Linda, morena clara, cabelos longos, olhos vivos, falsa magra, 1,65… e uma simpatia. Deixou entrar suave até engolir a metade, então comecei a socar. Abriu a calça de Paulo e colocou seu pau todo de uma vez na boca. Mil abraços e beijos, chegou até a chorar ao abraçar os pais. Tirei a mão com a qual guiava levando até os seios dela e puxei segurando-a contra meu peito. Ao longo da conversa, ela me disse que era Baiana, e se chamava Solange.

Naquele momento não era mais medo que sentia era tesão e paixão uma menina de 11 anos que tinha sensações e pensamentos de uma mulher, ele me colocou sentada na escrivaninha do lado da cama e abriu a causa deixando sua cueca com aquele volume aparecer, encostou se pau na minha vagina e começou a esfregar enquanto tocava devagar meus seios que estavam com os mamilos rígidos me fazendo soltar um gemido baixinho- tá gostoso- com em suspiro eu disse que sim que mas pareceu outro gemido- posso ver eles – eu disse que sim e ele tirou minha blusa tão rápido que nem tive reação, ele passou a labelos com sua língua quente e chupar os bicos de leve, me deitou na mesa quase derrubando o computador e passou a beijar minha barriga, naquela hora só pensava nos filmes que tento gostava e que eu estava realizando meu sonho que não podia parar !Ele foi descendo e a sensação era tão boa que não percebi que ele tirava minha calcinha foi quando ele colocou sai língua dentro da minha vagina rosinha ainda sem pelos meu corpo tremeu inteiro, ele ficou ali por um bom tempo sugando e lambendo meu grelinho ele sabia o que estava fazendo pois só parou quando gozei, um orgasmo tão forte como nunca tinha sentido me fazendo ter espasmos maravilhosos, ele se ergueu e me beijou pude sentir meu cheiro em seu rosto e me gosto em sua boca, me ergueu novamente e me colocou na cama tirou toda roupa e deitou sobre mim e começamos a nus beija ei ele fala bem baixinho no meu ouvido com a vos ofegante – quer ir até o fim – e eu repondo que sim meio tímida ele me beija novamente e abre a gaveta e pega uma camisinha foi a primeira vez que reparei no seu corpo nu seu pênis ereto apontando pro teto bem grande pra idade ele estava suado e ofegante seu pau estava tão duro que deva pra ver as veias um pau lindo branquinho com a cabeça bem rosada depois de colocar a camisinha ele voltou a deitar sobre mim entre minha pernas posicionou a cabeça do seu pau na entrada da minha gruta e começou a empurrar devagar me beijando.