Comendo a esposa e gozando dentro (7 - 20 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , ,

1730 visualizações

vote:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (126 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Depois de um tempo ele segurou meu braço e falou meio desesperado:Ola o conto que vou descrever hj e bem real espero que gostem nao irei revelar meu nome vou me apresentar como johnie eu tenho 1,70 de altura uns60 kg olhos pretos e sou moreno desde e tenho 18 anos desde pequeno eu sempre tive uma vontade enorme de comer minha tia ela e uma bela mulher com uma bunda enorme e pele morena mais eu acho que nunca me deu mole foi se passando alguns anos e eu fui ficando mais velho e aquala velha vontade me matando como smp minha tia smp foi uma piranha ficava com uns homens a cada dia dps começou a ficar com mlks da minha idade e eu sabia de td e ficava mais louco de tesao por aquela cachorra td mudou em um dia que ela estava bebendo com as amigas dela de tarde ate o anoitecer foi quando ela foi pra casa ela e dona de um quintal enorme e no quintal dela tem um macinhero fdp q era o comedor dela e ele tinha um ciume dela danado foi quando eu fui com ela ate sua casa e esse cara ficou enchendo o saco dela falando q nao queria mais ela de piranhagem na rua e td mais e queria ate agredir ela mais obviamente que eu nao deixei e claro quase cai na porrada com ele mais pra mim comer ali eu tinha que dar uma asistencia ne rs dps que chegamos em sua casa ela logo abriu a porta nervosa e me convidou pra entrar e claro que aceitei o convite a final ela mora sozinha ne ela ligou a tv pegou umas cervejas e me chamou pra ficar ali assistindo e bebendo com ela o tempo foi passando e ja estava de madrugada quando eu falei pra ela que iria embora que ja estava tarde entao ela rapidamente se levantou e trancou a porta e pediu pra mim dormir ali com ela eu como nao sou bobo nem nd aceitei ela arrumou minha cama e foi tomar um banho e eu fui me deitar e fiquei escutando musica foi quando a porta do quarto se abriu e ela entrou com uma calcinha fio dental e com um mini sutia eu logo fiquei de pau durasso vendo aquilo nao resisti e parti pra cima daquela cachorra comecei a beijar ela e a passar a mao naquela buceta carnuda que delicia de mulher dps ela se abaixou e começou a me chupar eu tava com tanto tesao que nao demorou muito pra mim encher aquela boquinha de veludo de porra logo em seguida coloquei a camisinha e mandei ela ficar de quatro ela logo me pediu pra comer logo aquela xereca e eu atendi logo o pedido e penetrei com tanta vontade que ela solto um gemidinho bem gostoso e eu ali metendo bem rapido que nao demorou tanta coisa pra mim gozar de novo dps ela foi ate o quarto dela e pegou o ky pra gente fazer um anal gostoso eu esperei tanto por esse momento ela começou a passar o ky no meu krl de uns 20cm dps foi minha vez de lubrificar aquele rabo preto e gostoso comecei a penetrar e ela dando uns gritinhos de dor foi ai que eu fiquei mais tarado e comecei a bombar bem forte aquele cu fiquei ali metendo por uns 20 minutos dps dei a terceira rajada de porra naquela bunda logo dps fomos dormi agarradinhos amanheceu e ela eu comi ela dnovo antes de ir pra casa fui pra minha casa satisfeito e querendo mais rs dps fiquei na rua com o filho dela que e meu primo e ficamos conversando e novamente chegou a noite e ela foi la em casa pedir minha mae pra eu dormir na casa dela pra acompanhar ela que ela estava com medo do fdp do cara q morava no quintal dela mais no fundo eu sabia que ela queria levar mais pirocada no rabo mais esse relato fica pro proximo episodio vlw se gostaram do meu conto me chamem no zap meninas e mulheres mais velhas 966483331 vlw fuiiiiO fato que relato agora aconteceu comigo e minha esposa, quando viajamos para participar de um casamento, fomos nós dois e uma amigo que queria conhecer a cidade, pois estava de férias, ficamos uma semana na cidade, nesta semana não pude dar nenhuma trepadinha com minha mulher, além da casa estar cheia, ela tava menstruada e eu tava doidão pra comer minha mulher. – Bate, bate no teu viadinho… Ai, me fode forte… Naquele frenesi, seu Jorge aumentou o ritmo, me comendo com bastante força e violência.

Novamente o vai e vem na minha bunda se torna mais prazeroso o tesão é enorme minha vontade é de gritar mas me contenho com meu rosto na cama, ele me puxa para fora da cama e fico de pé, com as mãos na parede e como ele era mais alto do que eu fico na ponta dos pés e me fode ainda mais rápido fica impossível resistir e os meus gemidos mais contidos ficam cada vez mais altos, ele com a mão na minha cintura e a outra puxando meus cabelos fala perto do meu ouvido: -pode gritar ninguém vai escutar, meus gemidos ficam mais alto mais sem muito escândalos, novamente voltamos para cama, ficocom meu corpo sobre a cama e as perna fora dela, ele vem por cima de mim e me fode novamente, seu corpo se apóia sobre o meu, nossos corpos colam com o suor e fica meioque rebolando sem tirar de dentro de mim, sinto ele bem fundo, novamente tira de mim, volta a tirar a camisinha, fica de joelhos na minha frente coloca seu pau na minha bocae me delicio naquele pau duro, até ele por suas mãos na minha bunda e me puxar contra ele forçando minha boca até o final e toco suasbolas e sinto o gosto do condicionador e falo que não da. ola sou joao carlos tenho 42 anos casado ha 20 anos com uma mulher conservadora nunca tivemos lua de mel entam com os filhos criados resolvemos sair de viagem para uma chacara no interior de sao paulo saimos na sexta feira a noite e chegamos de manha cansados o caseiro e sua esposa nos receberam bem eram um casal de mais ou menos 50 anos a esposa era mais nova uns 40 anos logo ela se enturmou com a minha mulher eu e o sr antonio o caseiro nao somos de muita conversa tambem ficamos bem eu sai com minha esposa a cavalo pelo mato fomos ate uma cachoeira comecei a beijar ela logo estava transando eu sempre tive tesao por ela mais aquele lugar me deixou com mais esquecemos do tempo e veio o sr antonio ver oque aconteceu quase vio a gente sem roupa fomos para a casa dormimos um pouco a noite resolvemos sar e ir ate a casa do caseiro ja que nao tinha ninquem conhecido por perto ao chegar la eles estavam transando com a porta aberta o sr antonio estava comendo o cuzinho da esposa ficamos olhando um pouco e voltamos pra casa minha mulher es tava molhadinha e eu de pau duro comi ela na varanda tentei comer o cu dela mais nao deixou disse que tinha medo de doer nao insisti e dormimos de manha a esposa do caseiro veio buscar minha esposa para nadar no lago eu fiquei descansando depois fui tambem escutei uns gritos e me abaixei e vi minha mulher de quatro e seu antonio comendo ela a esposa dele armou tudo nao tive reacao fiquei olhando de pau duro o cara tem um pau duas vezes maior que o meu ela nunca gritou e gemeu daquele jeito comigo me senti um trapo fiz de conta que nem vi quando voltaram eu disse que iriamos embora no outro dia pois tinha negocios pra resolver ela concordou a noite tentei comer ela mais ela nao quiz sai pra fora e camihei ate o lago sr antonio veio atraz e ficamos conversando sem deixar ele saber que eu vi tudo pois estava humilhado eu senti tesao ao lembrar da cena ele me pediu para ver meu pau estranhei mais ele disse que queria me chupar vi ali a chance de me vingar sem jeito eu neguei mais ele pegou no meu pau e abocanhou tudo dizendo meu gostoso comi sua mulher mais queria era te dar naquele escuro via so o vulto dele me chupando entao senti meu pau endurecer ele lambia eu ja nao aguentava mais nunca tinha feito isso com homem ele se virou e eu comi o cuzinho dele ele senou em cima de mim e com a mao acariciava meus graos e passaca o dedo no meu cu eu estava gostando ele tentou me comer mais nunca dei e ele era pauzudo demais depois de um tempo resolvi experimentar ele cuspiu no pau e veio empurrando quando entrou a cabeca senti tanto tesao que me abri e ele pois tudo doeu muito mais ele nao parou ate colocar tudo eu estava quase gozando ele tirou e pediu pra chupar ele me chupava e esfregava o pau duro na minha cara entao eu bati uma pra ele e gozamos depois como se nada tivesse acontecido voltei pra casa abracei mimha esposa no outro dia despedimos deles e fomos embora nois nunca haviamos trido um au outro la fizemos tudo eu sabia dela e ela nao sabe do que eu fiz ate hoje nunca esqueci a cena dela com outro e me mastuebo de lembrar a transa minha e aquele cara que alem de comer minha esposa me comeu tambem.

Ver Informações